AgroValor vai potenciar a valorização dos Recursos Endógenos do Alto Tâmega e Barroso

AgroValor vai potenciar a valorização dos Recursos Endógenos do Alto Tâmega e Barroso

As instalações do AgroValor, o mais recente pólo do AquaValor – Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia da Água, situadas na cidade de Valpaços, foram inauguradas na passada sexta-feira, dia 14 de julho, contando com a presença da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa.

Este Centro Tecnológico Agroalimentar que vai servir os seis municípios do território – Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar – é visto como um meio de acrescentar valor aos produtos endógenos da região, como é o caso do vinho, do azeite, do mel, da castanha, entre outros.

“O AgroValor é uma instanciação do AquaValor numa perspetiva de acrescentar valor em outros recursos endógenos que não só a água”, explicou Ramiro Gonçalves, Diretor Executivo do AquaValor e Primeiro Secretário Executivo da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega e Barroso (CIMAT), acrescentando que “o território é servido por outros produtos endógenos e necessitamos de uma estrutura que também consiga incorporar esse valor nesses mesmos produtos. Temos várias dinâmicas em simultâneo e pretendemos dar hoje sinal disso mesmo perante a senhora Ministra e perante o Presidente da CCDR-N, porque queremos claramente sinalizar este projeto do AgroValor como sendo um projeto que deverá ter, no novo quadro comunitário de apoio, o mesmo tipo de atenção que o AquaValor teve no quadro comunitário atual”.

De acordo com Luís Pais, Vice-Presidente do Instituto Politécnico de Bragança (IPB), um dos associados do AquaValor, “este é um dia muito feliz para o IPB e para a região pela inauguração do AgroValor em Valpaços, sendo um sinal claro de afirmação do Instituto e em como queremos continuar presentes nesta região. O AgroValor vai acrescentar ainda mais valor aos produtos endógenos do território do Alto Tâmega e Barroso”.

Por fim, Ana Abrunhosa destacou o facto de o AquaValor, e agora com a criação deste novo pólo, o AgroValor, ser um instrumento crucial de captação e fixação de pessoas altamente qualificadas no território, e realçou, ainda, que este “é um dos melhores exemplos que temos de boa aplicação de fundos europeus. É um exemplo de como territórios como este não estão ‘condenados’. É um exemplo de como se podem criar pólos de conhecimento e de valor, desde que haja liderança política, como é o caso, e que esta proporcione parcerias adequadas, como a parceria com o IPB, que foi absolutamente determinante, somando o apoio da CCDR-N, bem como com os privados”.

Esta inauguração marcou o encerramento do V AQUAFORUM – Fórum Europeu de Investigação, Inovação e Valorização da Água Mineral Natural, que decorreu no Auditório Arte e Cultura Luis Teixeira, em Valpaços, tendo todos os presentes sido convidados a uma visita guiada por este novo pólo, situado nas instalações do antigo Lar das Freiras, bem no coração da cidade valpacense.